08/08/2022

Notícia/Região

Varginha tem caso suspeito de varíola dos macacos em investigação, afirma SES-MG

Foto: Ilustrativa/Foto: Extraída do Jornal de Lavras

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou nesta quarta-feira (29) que Varginha tem um caso suspeito de varíola dos macacos em investigação. A SES-MG também informou o 1º caso positivo da doença confirmado em Minas Gerais.

Questionada a Prefeitura de Varginha revelou que a paciente, que é do sexo feminino e tem 57 anos, esteve em viagem na Europa. Ela buscou atendimento em um posto de saúde no sábado (25) e teve o material colhido, sendo enviado posteriormente para a Funed.

O caso de Varginha é um dos três em investigação no estado. Há também casos suspeitos em Juiz de Fora e Pará de Minas, segundo a SES. A SES destacou que não há histórico de viagem ao exterior nos casos suspeitos.

Conforme a SES, MG tem já foram notificados 12 casos suspeitos de Monkeypox no estado, dos quais oito foram descartados laboratorialmente, três estão em investigação e um foi confirmado.

De acordo com a secretaria, até o momento, os casos suspeitos não têm histórico de deslocamentos ou viagens para o exterior. Dentre os contatos próximos, ainda não há nenhum caso sintomático.

Caso confirmado em MG

 

O primeiro caso de varíola dos macacos em Minas Gerais foi confirmado nesta quarta-feira. O paciente é morador de Belo Horizonte. Segundo a SES-MG, um exame laboratorial atestou positivo para a doença.

A pasta foi notificada pela prefeitura de Belo Horizonte nesta terça-feira (28). De acordo com o município, trata-se de um homem, de 33 anos, que esteve na Europa entre os dias 11 e 26 de junho. O paciente está em isolamento domiciliar, com quadro estável. De acordo com as investigações, a infecção é importada.

Ainda de acordo com a prefeitura, não há relatos de infecções secundárias a partir da confirmação deste caso. O paciente segue monitorado.

Com esta confirmação, chegam a 22 os casos de varíola dos macacos no Brasil. O Ministério da Saúde ainda não atualizou este caso.

Além de Minas Gerais, há casos confirmados em São Paulo (14 casos), Rio de Janeiro (5 casos) e Rio Grande do Sul (2 casos).

Veja também