08/08/2022

Notícia/Região

Passeios de Maria Fumaça poderão ser feitos de quarta a domingo durante as férias de julho

Ao longo dos 12 km do trajeto pela Serra de São José, no Campo das Vertentes (MG), os turistas apreciarão belíssimas paisagens

Foto: Maria Fumaça mais antiga do Brasil em atividade. Fotos: VLI Divulgação

A partir do dia 3 de julho, a Maria Fumaça, administrada pela VLI, a mais antiga em operação no Brasil, terá mais dois dias de viagens ao longo das semanas nas férias de julho, além de ampliação de seus horários. As tradicionais viagens entre as cidades de São João del-Rei a Tiradentes e vice-versa, no Campo das Vertentes.

Continua após a publicidade

Para conferir a agenda com os horários do trem turístico, que proporciona um passeio por uma belíssima diversidade ecológica e paisagens que ainda preservam a arquitetura do século XIX, basta clicar aqui e ter acesso aos horários de partidas. A venda de passagens será feita por meio das bilheterias, nas estações de São João del-Rei e Tiradentes, bem como pela internet.

Pela web, clique no link do Guichê Virtual, para ser direcionado ao site responsável pela venda de passagens do trem turístico. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (32) 3371-8485, pelo 0800-0221211 ou pelo site da VLI.

Continua após a publicidade

A tarifa inteira para ida é de R$ 70 e a inteira ida e volta custa R$ 80. A entrada é gratuita para crianças de 0 a 5 anos, mediante apresentação de certidão de nascimento ou carteira de identidade. Têm direito à meia-entrada (50%): crianças de 6 a 12 anos, com a apresentação de certidão de nascimento ou carteira de identidade; estudantes com carteirinha válida no período e identidade com foto; e pessoas acima de 60 anos, apresentando documento de identidade com foto.

Os turistas que viajarem com a Maria Fumaça também podem aproveitar a oportunidade para conhecer o Museu Ferroviário, localizado na Estação de São João del-Rei. Ele foi inaugurado em 28 de agosto de 1981, devido ao centenário da antiga Estrada de Ferro Oeste de Minas (EFOM), inaugurada em 1881 por Dom Pedro II. O museu conta a história da EFOM e reúne peças que foram utilizadas nessa ferrovia e em outras da mesma época. Trata-se do maior centro de preservação da história ferroviária do Brasil, que guarda grandes raridades. A visita é gratuita e pode ser feita de quarta a sábado, das 8h às 16h30, e domingo, das 8h às 13h.

Outra atração é a Rotunda de São João del-Rei, que tem uma arquitetura em forma circular e 25 linhas em seu interior convergindo para o girador manual localizado no centro do prédio. Ela faz parte do Museu Ferroviário. O anexo, construído em 1882, possui um rico acervo histórico, mantido e preservado pela VLI.

O ingresso possui um valor único de R$ 10 por visitante e pode ser adquirido nas bilheterias de São João del-Rei e Tiradentes. As visitas podem ser feitas de quarta a sábado: quartas às 9h e 14h; quintas e sextas às 9h e 16h; sábado às 9h e às 16h; e domingo às 9h.

Veja também