24/09/2021

Notícia/Região

Caminhoneiros encerram manifestação e deixam MGC-491, em Varginha

Foto: Reprodução/EPTV

Os caminhoneiros que manifestavam em Varginha começaram a deixar a rodovia MGC-491 na manhã desta quinta-feira (9). Segundo a Polícia Militar, os manifestantes começaram a deixar o local por volta de 9h.

Continua após a publicidade

O fim da manifestação acontece depois de um áudio gravado pelo presidente Jair Bolsonaro pedindo aos caminhoneiros que liberem as estradas do país. Na gravação, Bolsonaro diz que a ação "atrapalha a economia" e "prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres".

Os caminhoneiros são a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro e contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). As manifestações acontecem após os protestos de 7 de setembro.

 

Manifestação em Varginha

 

Manifestação de caminhoneiros ocorre na rodovia em uma das entradas de Varginha — Foto: Reprodução/EPTV

Manifestação de caminhoneiros ocorre na rodovia em uma das entradas de Varginha — Foto: Reprodução/EPTV

A paralisação em Varginha teve início nesta quarta-feira (8) em uma das entradas do município. Segundo a Polícia Militar, nenhum veículo estava sendo paralisado pelos manifestantes.

Segundo caminhoneiros que participaram da manifestação, a ação ocorreu em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O Sindicato das Empresas de Transporte do Sul de Minas (Setsul), quem participou da ação foram os caminhoneiros autônomos.

"O nosso sindicato representa as empresas. Não concordamos com o movimento, porque ele não possui uma pauta definida, diferente do que aconteceu em 2018. Em 2018 a gente tinha pautas reivindicatórias para a classe dos caminhoneiros, como a queda no preço do diesel e dos impostos. Agora não vejo isso, apenas questões políticas", afirmou o representante do Setsul, Néliton Antônio Bastos.

 

Manifestações no Sul de Minas

 

Caminhoneiros fazem manifestação no Marco Divisório, em Poços de Caldas, MG — Foto: Marcos Corrêa

Caminhoneiros fazem manifestação no Marco Divisório, em Poços de Caldas, MG — Foto: Marcos Corrêa

Na manhã desta quinta-feira (9), a manifestação dos caminhoneiros segue em Poços de Caldas e Passos. Nas duas cidades, a paralisação segue com bloqueio de passagem de caminhões, mas passagem liberada para carros de passeio.

Em Poços de Caldas, segundo a Polícia Militar, mais de 85 caminhões estavam parados no Marco Divisório, na MGC-267, na manhã desta quinta-feira (9). Os caminhoneiros estão permitindo a entrada dos carros de passeio na cidade, mas estão parando os caminhões.

A manifestação, segundo a PMR, segue de forma pacífica. Na noite desta quarta-feira (8), os manifestantes colocaram fogo em pneus na rodovia, mas a polícia informou que a ação não causou riscos para quem estava no local.

Caminhoneiros colocam fogo em pneus no Marco Divisório em Poços de Caldas — Foto: Marcos Corrêa

Caminhoneiros colocam fogo em pneus no Marco Divisório em Poços de Caldas — Foto: Marcos Corrêa

Também há manifestação de caminhoneiros em Passos (MG). Segundo a Polícia Militar Rodoviária, a paralisação acontece na MG-050, perto do aeroporto. Segundo a PMR, 150 caminhões estão parados na rodovia. Assim como em Poços de Caldas, os manifestantes estão parando apenas caminhões.

Veja também