26/09/2020

Notícia/Colunista

Crianças que não desenvolveram cicatriz após a vacina de BCG precisam revacinar? Confira!

De acordo com a OMS, a literatura mostra evidência mínima ou inexistente de qualquer benefício adicional da revacinação BCG contra tuberculose ou hanseníase.

Segundo a literatura, a ausência de uma cicatriz de BCG após a vacinação não é indicativa de falta de proteção e não é uma indicação para revacinação.

Com base no posicionamento da OMS e diante da ausência de evidências científicas que suportem a repetição da vacina BCG, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) não recomenda a revacinação de crianças que receberam a vacina e não desenvolveram cicatriz vacinal, independente do período decorrido após a vacinação.

Dra. Thais atende na Clínica Vitalle, localizada na Avenida Sete de Setembro, 286, Centro - Campo Belo/MG. Agende a consulta de seu filho(a) pelos telefones (35) 3605-1818 (35) 99976-8810.

autor

Dra. Thaís Alvarenga Lopes

Graduada em Medicina pela  na Universidade Federal de Juiz de Fora.
Com residência médica em Pediatria pelo Hospital da Polícia Militar de Belo Horizonte.

Dra. Thais atende na Clínica Vitalle, localizada na Avenida Sete de Setembro, 286, Centro - Campo Belo/MG. Agende a consulta de seu filho(a) pelos telefones (35) 3605-1818 (35) 99976-8810.

Veja também