17/10/2019

Notícia/Região

Por falta de revisão biométrica, mais de 16 mil eleitores podem ter título cancelado

Foto: Roberto Jayme/Ascom/TSE

O prazo para a revisão biométrica obrigatória termina em sete cidades do Sul de Minas nesta quinta-feira (10). Como o procedimento é obrigatório nestas cidades para manter o título regularizado, mais de 16 mil eleitores podem ter o documento cancelado e ser impedidos de votar nas eleições municipais em 2020.

O número é do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na região, a revisão biométrica termina nesta quinta em Carrancas, Itutinga, Liberdade, Nazareno, Passa Vinte, Santana do Jacaré e Wenceslau Braz.

Os números foram atualizados nesta terça-feira (8). Com o fim do prazo na quinta, o eleitor precisa procurar o cartório o quanto antes.

Veja os números:

Cidades com revisão biométrica obrigatória até 10/10

Cidade Nº de eleitores Eleitores que não fizeram a revisão
Carrancas 3.788 1.675
Itutinga 4.268 2.825
Liberdade 4.939 2.631
Nazareno 7.199 4.500
Passa Vinte 2.562 1.125
Santana do Jacaré 4.522 1.979
Wenceslau Braz 3.194 1.927

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral

Em Minas Gerais, 61 municípios que passam pela revisão biométrica obrigatória também têm o fim do prazo nesta quinta. No entanto, o TRE esclarece que os prazos para o fim do recadastramento variam de acordo com cada cidade, entre outubro de 2019 e fevereiro de 2020.

A consulta para saber a situação de cada município com a revisão obrigatória está disponível no site do TSE.

O que fazer?

O eleitor das cidades citadas deve levar um documento de identidade e comprovante de endereço até o cartório. Quem é do sexo masculino, tem mais de 18 anos e for tirar o título pela primeira vez, precisa apresentar o comprovante de quitação com o serviço militar.

O atendimento acontece por ordem de chegada ao cartório. O eleitor também pode agendar pelo telefone 148, no Disque Eleitor, ou pelo site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG).

Veja também