19/10/2018

Notícia/Região

Trecho interditado da BR-459 é liberado após 4 meses

Depois de 4 meses, o trecho da BR-459, entre Delfim Moreira (MG) e Piquete (SP), foi liberado. A rodovia é muito usada por turistas paulistas e cariocas que querem visitar o Sul de Minas. A expectativa agora de donos de hotéis e pousadas é de recuperar o movimento. Durante as obras de recuperação, os motoristas tiveram que passar por rotas alternativas.

"Estava continuando na Fernão Dias e entrando lá em Extrema para sair na Dutra, lá na Frente. Estava gastando em torno de 2 horas, 2 horas e meia (a mais)", disse o caminhoneiro José Pereira.

Mal a rodovia foi liberada, um acidente já foi registrado. Nesta segunda-feira (8), uma carreta que transportava um caminhão passou direto em uma curva. Foram necessários dois guinchos para retirá-la. O motorista não ficou ferido.

Trecho da BR-459 é liberado em Delfim Moreira após 4 meses — Foto: Reprodução EPTV

Trecho da BR-459 é liberado em Delfim Moreira após 4 meses — Foto: Reprodução EPTV

A interdição total da BR-459 foi uma medida de segurança, segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit). A obra de recuperação do asfalto no trecho de pista simples e em uma região de serra poderia por em risco a segurança de operários e motoristas.

No Sul de Minas, muitos moradores ficaram indignados com a obra. Em Itajubá, os feirantes do Ceasa reclamaram da queda no movimento. Em Delfim Moreira, agricultores ficaram sem escoar a produção. Viajantes também tiveram problemas, alguns deram de cara com a pista fechada e reclamaram da falta de sinalização.

Por ser um acesso para a Via Dutra, muitas pessoas dos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo deixaram de ir para o Sul de Minas. O turismo sentiu o impacto.

"A gente perdeu algumas pessoas que estavam marcadas e ninguém mais apareceu. Agora a nossa expectativa é de uma melhora, com esse retorno, essa reabertura", o empresário Cristiano Oliveira.

Veja também