19/10/2018

Notícia/Campo Belo

Prefeito de Campo Belo lidera Fórum Emergencial que contou com municípios do Sul, Sudoeste e Centro-Oeste mineiro

Foto: Assessoria de Comunicação e Imprensa da Prefeitura de Campo Belo

Um fórum de caráter emergencial, que teve como principal pauta a dívida do Estado com os municípios mineiros, foi realizado na manhã desta quarta-feira, 8 de agosto, no salão do Campo Belo Country Club. A mobilização, que tem o apoio das Associação Mineira dos Municípios -AMM e do Consórcio Intermunicipal de Saúde dos Municípios da Microrregião do Alto Rio Grande - CISMARG contou com prefeitos e representantes dos municípios de Campo Belo, Perdões, Santo Antônio do Amparo, Aguanil, Piumhi, Itajubá, Pará de Minas, Itaúna, Nepomuceno, Formiga, Boa Esperança, Coqueiral, Candeias, Moema, Bom Sucesso, Santana do Jacaré, Lavras, Cristais e Tapiraí além das autoridas:  Delegado Regional da Polícia Civil do Estado de Minas,  Luciano  Teixeira Moreira, vereadores de Campo Belo, Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Campo Belo - Tiago Correa dos Reis, Juarez Ribeiro Ferreira - Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Campo Belo, do Presidente dos Secretários de Saúde do CISMARG- Jeferson de Almeida, Presidente dos Prefeitos do CISMARG e prefeito de Santo Antônio do Amparo- Evandro Carrara,  Presidente da AMEG - Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande - Adeberto Jóse de Melo, o Secretário dos Municípios do Alto do Rio Grande - AMALG - Giuliano Ribeiro Pinto e a ilustre presença do Presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) - Julvan Lacerda. 



Anfitrião do Fórum, o prefeito de Campo Belo -Dr. Alisson de Assis Carvalho, disse que essa iniciativa foi uma das ações para tentar chamar a atenção do Governo de Minas antes que os recurosos próprios da Prefeituras não consigam mais  assegurar os serviços. 



“Não é só Campo Belo, mas a maioria dos municípios, estão em sérias dificuldades, principalmente para o pagamento do transporte escolar e dos profissionais da Educação. A Saúde tem sido a maior vítima de todas. A falta de recurso em Campo Belo beira os 19 milhões. Temos que correr atrás do que é nosso por direito. O Estado não está cumprindo com a parte dele, e nós não podemos fazer o mesmo com a população". Finalizou. 



Julvan Lacerda, presidente da Associação Mineira de Municípios parabenizou a ideia do fórun e  elogiu bastante a iniciativa do Prefeito de Campo Belo, Dr. Alisson de Assis, pela mobilização que reuniu 20 municípios e demais órgãos e instituições públicas. 



"Prefeito Dr. Alisson está de parabéns, demostrou com essa inicitiva preocupação com os seus munícipes e também com os companheiros prefeitos aqui presentes. Essa iniciativa só reforça o grande evento que acontecerá dia 21 de agosto em Belo Horizote que cobrará do Governo do Estado a responsabilidade com os municípios." Disse Julvan. 



Anália Maria Ferreira, Secretária de Assistencia Social de Campo Belo,  discursou em nome dos gestores sociais dos municípios presente solicitando todo apoio a essa área. Jeferson de Almeida - secretário de saúde de Perdões e  Presidente dos Secretários de Saúde do CISMARG trouxe atualizados os valores que o Estado de Minas deve aos municípios usuários do consórcio, a prefeita de Nepomuceno - Isa Menezes explicou os transtornos na educação causados pelo não repasse do Fundep. 



Os demais prefeitos foram representados na fala do Prefeito de Pimnhi e Presidente da AMEG - Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande - Adeberto Jóse de Melo. 



De acordo com o Governo Municipal de Campo Belo, anfitrião do fórum, foi aprovado, de forma unanime, e definido que as prefeituras dos 19 municípios presentes devem a partir do dia 20 de agosto:



.Paralisar e supender as atividades nas Prefeituras todas as sextas-feiras a partir do dia 20/08/2018. 



.Paralisar todas as atividades escolares a partir do dia 20/08/2018 caso não haja a regularização dos repasses do FUNDEB, incluindo o transporte escolar. 



.Propor Ação Civil Pública em conjunto com a Associação Mineira de Municípios.



De acordo com o termo definido no fórum, o ponto facultativo não se aplicará aos serviços essenciais, como Defesa Civil, limpeza urbana e serviços emergenciais da saúde. 



Uma ata foi registrada e será enviada ao Governo do Estado, o qual foi convidado porém não mandou representante.



A imagem pode conter: tela e texto



Nenhum texto alternativo automático disponível.



A imagem pode conter: 2 pessoas, área interna



A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, casamento e multidão



A imagem pode conter: 6 pessoas, atividades ao ar livreA imagem pode conter: 5 pessoas, área interna



A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em pé, multidão e atividades ao ar livre



A imagem pode conter: 10 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e área interna



A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em pé e terno



A imagem pode conter: uma ou mais pessoas



A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas em pé, terno e área interna



A imagem pode conter: 13 pessoas



A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas em péA imagem pode conter: 1 pessoa, texto



A imagem pode conter: 1 pessoaA imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas em pé



A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e terno



 


Outras imagens desta notícia

Veja também