22/09/2018

Notícia/Geral

Sexo e chocolate: dupla ajuda a emagrecer e mais 4 benefícios

Participe do site Portal Campo Belo pelo whatsapp (35) 9 9707-3488

Seja na esfera da publicidade, música e no cinema, é bem verdade que chocolate e sexo sempre foram assuntos associados. A relação entre os dois, na verdade, vem de longa data. De acordo com o Livro do Chocolate, de Joanne Harris e Fran Warde, no período asteca era comum associar o alimento à imagem da deusa da fertilidade, Afrodite. Além disso, os astecas acreditavam que as sementes do cacau eram originadas do paraíso e seriam capazes de abençoar quem as consumisse com sabedoria espiritual e poderes sexuais.



Com o advento da ciência, a associação entre sexo e chocolate ganhou novos significados. De acordo com a nutricionista Lizandra Traldi Mendonça Sanches, do Hospital Samaritano, o chocolate ajuda a aumentar os níveis de serotonina, hormônio relacionado à sensação de prazer e bem estar, ajudando a melhorar o humor, proporcionando uma sensação de relaxamento que pode melhorar a performance sexual.



Saiba mais: Chocolate: o poderoso antioxidante protetor do coração



Independente do contexto em que sexo e chocolate são associados é fato que, cada um à sua maneira, é capaz de proporcionar prazer e satisfação. A seguir você encontra uma lista com outros benefícios que sexo e chocolate podem trazer para a sua vida:



Ajudar a emagrecer



Parece paradoxal associar o consumo de chocolate ao emagrecimento. No entanto, segundo a nutróloga Sylvana Braga, bem dosado e de um tipo saudável, o chocolate pode até contribuir para o emagrecimento. "O melhor é o amargo, que tem maiores quantidades de cacau e, por isso, mais benefícios", explica. A quantidade não deve ultrapassar 30 gramas por dia - o equivalente a uma barra pequena ou dois bombons.



Assim como comer chocolate, o sexo também pode ser bom para emagrecer. Um estudo realizado pela Universidade de Quebéc, no Canadá, estudou quantas calorias é possível queimar em uma relação sexual. A pesquisa concluiu que os homens são capazes de queimar em torno de 101 calorias enquanto as mulheres podem queimar cerca de 69 calorias durante uma relação sexual. De acordo com os especialistas a quantidade de calorias gastas seria equivalente a de um exercício de intensidade moderada.



Melhora a saúde do coração



Um estudo publicado no periódico científico Journal of a Sexual Medicine aponta que as relações sexuais podem trazer benefícios para a saúde cardíaca dos homens. De acordo com os pesquisadores, o sexo pode melhorar a circulação sanguínea. Isso porque para que o homem alcance a ereção, é necessário que haja fluxo sanguíneo no pênis. Sendo assim, sempre que o organismo é estimulado para alcançar a excitação os vasos sanguíneos são irrigados e isso ajuda a prevenir o acúmulo da homocisteína química.



Da mesma forma, o consumo do chocolate também pode contribuir para uma boa saúde do coração. De acordo com o endocrinologista Frederico G. Marchisotti, o chocolate amargo contém flavonoides, substância que ajuda a reduzir a aglutinação das plaquetas no sangue, fator potencial para ataques cardíacos e angina. Por sua ação antioxidante, os flavonoides combatem radicais livres e reduzem a inflamação no corpo, o que também contribui na prevenção de problemas do coração.



Reduz a ansiedade



"Os flavonoides presentes no chocolate também contribuem para a produção de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar, melhora do humor e redução da ansiedade", explica a especialista em nutrição clínica e gastronomia, Rosana Farah. O recomendado são 30 gramas de chocolate por dia. E de preferência ao chocolate amargo, bem menos calórico e mais rico em flavonoides.



O sexo também tem potencial de amenizar os efeitos da ansiedade. Um estudo publicado no periódico Plos one descobriu que ratos sexualmente ativos apresentavam menos comportamentos ansiosos do que os que não faziam sexo. No caso dos humanos, a atividade sexual também contribui para a liberação de serotonina, proporcionando sensação de relaxamento e redução da ansiedade.



Melhora o humor



Comer um pedacinho de chocolate pode ser benéfico para melhorar o humor. De acordo com o ginecologista e obstetra Anderson Zei Damasceno, ele é rico em substâncias como triptofano, teobromina e feniletilamina, todas capazes de melhorar o humor e a sensação de bem-estar.



O ginecologista Neucenir Gallani explica que o orgasmo libera substâncias, como as endorfinas, que atuam no sistema nervoso. "Elas diminuem a sensibilidade à dor, relaxando a musculatura e melhorando o humor", afirma.



Previne o envelhecimento



De acordo com a nutricionista Raquel Maranhão, os antioxidantes e as vitaminas A e do complexo B presentes no chocolate ajudam a neutralizar os radicais livres do organismo que, quando elevados, podem provocar danos celulares relacionados ao processo de envelhecimento. É por isso que o doce também é usado em cosméticos com efeito regenerador, antirrugas e antienvelhecimento.



Se você está em busca de técnicas antienvelhecimento, se dedicar a sua vida sexual também pode trazer benefícios. Cientistas do Departamento da Terceira Idade do Hospital Royal Edinburgh, do Reino Unido, descobriram que quatro orgasmos por semana podem te deixar entre cinco e sete anos mais jovem.



O autor do estudo, David Weeks, se dedicou 10 anos a pesquisa e descobriu que o benefício tem efeito tanto em mulheres, quanto em homens. A justificativa é a de que as relações sexuais liberam o hormônio GH, relacionado ao crescimento humano, o que torna a pele mais elástica, entre outras reações biológicas que contribuem para a redução do envelhecimento.


Veja também