21/09/2018

Notícia/Geral

Acnur leva mais de mil refugiados líbios para a Itália e o Níger

Foto: Acnur/Alessandro Penso

A Agência das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), já transferiu para o Níger e para a Itália mais de mil refugiados líbios vulneráveis. O enviado especial da ONU para o Mediterrâneo Central, Vincent Cochetel, disse nesta sexta-feira (16)   que “estas evacuações ofereceram uma segunda oportunidade na vida para mais de mil refugiados que estavam na Líbia e tinham sofrido de forma tremenda. A informação é da ONU News.



A operação de transferência vem sendo feita desde novembro passado. Nesta terça-feira (13), 128 pessoas foram levadas para Niamey, no Níger, e para Roma, capital da Itália. Com isso, o total de refugiados retirados durante a operação da Acnur subiu para 1048.



A maioria destes refugiados, 770, foram acolhidos pelo Níger, tendo 312 sido levados para Itália. O grupo inclui mães solteiras, crianças desacompanhadas e famílias que tinham sido detidas por longos períodos de tempo. 



Assim que chegam, estas pessoas recebem um check-up médico, uma refeição quente, roupas novas, e são levadas para centros de acolhimento. O enviado especial diz que a Acnur pretende evacuar “mais milhares” de pessoas durante o ano de 2018.



Mais disponibilidade



Cochetel diz que estas evacuações “são o melhor exemplo do impacto que a solidariedade internacional pode ter sobre os refugiados.” Ele avisa, no entanto, que a agência procura mais países disponíveis para acolher pessoas desta zona do globo. A Acnur recebeu apenas 16.940 ofertas de vagas para pessoas nos 15 países prioritários no Mediterrâneo Central, e precisa de muitas mais.



O enviado especial da ONU pede “a todos os países da região que avancem com vagas adicionais que possam ser uma solução tangível para muitos outros refugiados que ainda estão na Líbia.”



 


Veja também