23/03/2019

Notícia/Colunista

Negação é projeção? Em 2019, não!

Foto: Dr. Tassio Alvarenga Lopes

Cada pessoa tem uma personalidade. A personalidade é um conjunto de características individuais que expomos em nossas relações com outras pessoas e com o ambiente em que estamos inseridos. A formação da nossa personalidade é um processo complexo que dura anos e reflete a criação que tivemos e fatores genéticos herdados de nossos pais. É uma máscara que utilizamos todos os dias e que mantém nossa individualidade. Compreende nosso temperamento e nosso caráter. A personalidade tem um ar de imutabilidade, de forma que cada pessoa tem um tipo peculiar de características de pensar, sentir e agir que se mantém estáveis ao longo da vida.  Existem pessoas que possuem traços de personalidade patológicos e que, ao se manifestarem, trazem sofrimentos a si e a terceiros. Vão necessitar, portanto, de tratamentos medicamentoso e psicoterapêutico para se relacionarem de forma salutar com o meio ambiente e com as outras pessoas.

 

Mecanismo de defesa, um conceito psicanalítico proposto por Sigmund Freud, é uma estratégia inconsciente desenvolvida pela mente para proteger nossa personalidade do que achamos que seja ameaça. É uma visão mental alterada da realidade e, que, portanto, pode trazer danos em nossa vida diária. Existem várias formas de mecanismo de defesa, mas gostaria de dar destaque a dois mecanismos que tem trazido muitos problemas nas relações sociais e que devem ser excluídos ou minimizados em 2019 - a negação e a projeção.

 

Negação - vivemos desejando estar no princípio do prazer. Queremos fugir das "regras chatas", da realidade da perda e das necessidades de mudança. Muitas vezes negamos que o clima do mundo está mudando, negamos que beber antes de dirigir é contra a lei, negamos que erramos, negamos que estamos precisando de um tratamento psiquiátrico, negamos que ofendemos as outras pessoas, negamos que somos humanos e que perder um ente querido é normal. Negamos tudo que nos traz desprazer, porque sofrer dói e nossa mente não quer desprazer. O grande imbróglio disto tudo é que se não reconhecermos nossas fraquezas e nossos atos falhos não mudamos nossas condutas. Quem vive na negação nunca poderá se transformar. Entra e sai ano a pessoa será a mesma!

 

Projeção - esta é uma forma inconsciente de pensar e sentir, mas que se expressa em nossos atos causando danos a terceiros bem visíveis. Aqui, projetamos nas outras pessoas nossos fracassos, nossos sentimentos de angústia e nossas frustrações causando, muitas das vezes, inimizades e situações desconfortantes em nossos lares e ambientes de trabalho. Se não conseguimos passar no vestibular a culpa é de alguém. Se não temos talentos que outra pessoas possuam, projetamos nelas nosso ódio. Se não temos a casa ou o carro dos sonhos, projetamos em alguém nosso fracasso. Se não seguimos o tratamento médico e não obtemos a cura, projetamos no medico nosso insucesso. Se usamos drogas, a culpa é de nossos pais ausentes e de nossos amigos que nos fornecem os entorpecentes. Nunca somos culpado ou temos defeitos - existe sempre um motivo ou terceiros para projetarmos nossas falhas. 

 

Junte negação e projeção e teremos pessoas frustradas, amarguradas, de difícil convivência e, que, nunca reconhecerão suas fragilidades e a necessidade de tratá-las. Não adianta fazer promessas de mudanças para 2019 se não fizermos uma avaliação de nossos pensamentos e comportamentos. Precisamos ser humildes quando alguém nos faça críticas. Uma crítica pode ser a ajuda mais importante que alguém pode nos dar. Como estamos cegos pela negação e pela projeção, um comentário desagradável de um amigo pode nos despertar para nossos problemas. Nunca diga não a uma proposta de uma consulta psiquiátrica ou psicológica.  Nestes ambientes a negação e a projeção podem ser desmascaradas e uma nova forma de viver pode se revelar. Quer ser feliz em 2019? Diga não à negação e à projeção!

 

Semana que vem vamos abrir 2019 com um tema muito interessante - "Jesus, no calvário, estava deprimido?"

autor

DR. TASSIO ALVARENGA LOPES

CRMMG 47.499 RQE 34.293

PSIQUIATRA COM FORMAÇÃO EM MEDICINA PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA E RESIDENCIA MEDICA EM PSIQUIATRIA PELO CENTRO HOSPITALAR PSIQUIÁTRICO DE BARBACENA DA FUNDAÇÃO HOSPITALAR DE MINAS GERAIS.

 

RUA MAJOR JOSE GALDINO, 133 CENTRO CAMPO BELO MG

3831 - 1224 

99906 - 1224

Veja também